sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

O futuro é duvidoso...

 Dois grandes amigos afastados por causa do tempo se reencontram, não por que um deles sentiu saudades e telefonou, ou por que se contactaram via internet, simplesmente se encontram. Sem esbarrões, sem trocas de olhares antes do primeiro “oi”, um simples encontro não programado que terminou em uma conversa a base de sorvete em um banco de shopping.
Estranho. Não existe palavra que defina melhor essa situação. Na realidade, já não se sabe se estranho é a ocasião, ou o sentimento que se aflorou.
Aquela menina com olhar singelo e sorriso meia boca; cresceu! O rapazinho com rosto cheio de espinhas e olhar levado; amadureceu!
Esse mesmo encontro há 5 anos atrás seria repleto de brincadeiras, palhaçadas e conversas sem sentido. Mas agora, é nada mais nada menos, que um homem e uma mulher com vidas totalmente distintas, com ciclos de amizades opostos, com situações de vividas incompatíveis, que por ironia, brincadeira ou até mesmo “sacanagem” do destino se reencontram.
As trocas de olhares ultrapassam o imaginário, nada composto de malícia ou segundas intenções, são simples recordações de momentos banais que ficaram guardados dentro daqueles corações com tanta intensidade, que os fez perceber que aquele passado não é tão distante ao ponto de poder ser esquecido.
Pode ser que as vidas deles nunca mais se cruzem, pode ser que a troca de telefones no fim da conversa não tenha passado de um ato de socialização, pode ser que jamais descubram se realmente se afastaram por causa do tempo, ou se foi por uma mistura de desleixo com orgulho.
Mas existe uma coisa que eles com certeza saberão, o poeta estava certo “o futuro é duvidoso”, talvez eles nunca se imaginariam naquele banco à 5 anos atrás, e possivelmente não pretendem se reencontrar lá daqui alguns anos. Mas essa é a vida.É daí que vem o prazer do incerto, o prazer de poder traçar um caminho e segui-lo na certeza de que “coisas” aconteceram no trajeto; algumas boas, outras ruins, e terá aquelas que servirão “apenas” para te lembrar que os bons tempos vividos jamais podem ser esquecidos e que nunca é tarde para recomeçar uma velha amizade.

Baseado em uma história real.

Um comentário:

  1. legal seu blog.
    to te seguindo tb ^^
    bjs

    www.martinanasviagens.blogspot.com

    ResponderExcluir